23 de abr de 2013

Biomassa sensacional!

Compartilho hoje algo que acho muito, muito útil! Já fiz, já usei, recomendo! Estou para fazer de novo. É receita que a culinarista funcional Lidiane Barbosa, que trabalha junto com minha nutricionista Helouse Odebrecht. Ela compartilhou no Facebook, acho sensacional.




O que é? - Um tipo de purê, espessante, massa para preparos. É funcional e nutritiva: "possui alto teor de amido e baixo teor de açúcares e compostos aromáticos. Os frutos ainda verdes são ricos em flavonóides, os quais atuam na proteção da mucosa gástrica, e também apresentam conteúdo significativo de amido resistente, o qual age no organismo como fibra alimentar. Ou seja tudo de bom para o nosso intestino. Um excelente PREBIÓTICO utilizado como alimento pelas bactérias benéficas (probióticos) presentes no nosso intestino. Como possui baixo índice glicêmico, faz com que a sua digestão e absorção sejam mais lentas. A quantidade de glicose liberada no sangue é mais lenta também, contribuindo para a prevenção do desenvolvimento de diabetes e combatendo o acúmulo de gordura corporal. Estudos ainda indicam, que o consumo de amido resistente também ajuda a reduzir o colesterol ou seja pode também ter uma importante função na prevenção do desenvolvimento de doenças do coração."

Para que serve? - Pode ser incorporado na preparação de bolos, massas, biscoitos, vitaminas, sucos, doces, molhos.
Substitui o quê? - Leite condensado, creme de leite, leite, maionese...
Tem gosto de quê? - Não possui gosto, não altera em nada o sabor da receita.

Como faz essa marrrrravilha?
Vamulá, mas antes uma observação muito importante!! "As bananas verdes encontradas em supermercados e feiras sofrem um processo de aclimatização, são colocadas em um tipo de estufa para acelerar o processo de amadurecimento. Por isso temos que utilizar a banana verde retirada do pé e que foi direto para sua cozinha. Quando aprendi a fazer a BIOMASSA achava que isso seria impossível, mas não é. Converse com os feirantes e diga o que precisa."



Tá, agora é como faz mesmo:
  • "Tire as bananas uma a uma do cacho, cuidando para que esse corte seja bem rente para que nenhuma parte interna sofra contaminação no momento do cozimento. COM CASCA E TUDO, a banana em si, não pode ter contato algum com a água, vai cozinhar dentro da casca.
  • Lave uma a uma com água e sabão enxaguando bem.
  • Em uma panela de pressão coloque água até a metade, ligue o fogo e deixe essa água ferver.
  • Quando estiver fervendo coloque as bananas. Muito importante a água estar fervendo, pois, esse choque térmico faz parte do processo. Tampe a panela, a água deve ser suficiente para deixar as bananas "cobertas", e quando começar a ouvir o barulho da pressão, abaixe o fogo, conte 10 minutos e desligue.
  • Deixe que a pressão toda saia naturalmente da panela, não acelere o processo, não abra a panela.
  • Destampe a panela e descasque as bananas, cuidado, pois, estarão quentes. Mas terá que ser feito com elas ainda quentes para facilitar o processo. Bata no liqüidificador, se necessário acrescentar água para formar uma pasta e está pronta."
  •  Obs. da Bel - atualização: cuidado, que esse negócio força o liquidificador, use água. Não tem medida, varia com a "dureza" das bananas. A textura tem que ficar como um purê mole e sem pedaços.

VALIDADE: "3 meses no congelador. Eu costumo congelar em potes de vidro porções de 200g para utilizar de uma vez quando descongelada. Na geladeira o ideal é consumir em até 3 dias."
ATUALIZAÇÃO - COMO DESCONGELAR: ao deixar fora do freezer, você vai notar que a textura fica um tanto borrachenta. Não se assuste, basta apenas pegar uma panela, "forrar" o fundo com um tantico de água e colocar a ferver com a biomassa. Quando estiver quente, vá amassando com um garfo até virar novamente purê. Fácil, fácil.


ATUALIZAÇÃO - Babado: 300g = 5 cal. É isso mesmo que você leu. Mas não é para sair enfiando a cara e viver só de biomassa olha a dor de barriga, tem que ter alimentação variada. O consumo é:
  • adulto = máx. 1 xíc/dia
  • crianças = máx. 1/2 dia
  • bebês = máx. 1 c.chá/dia

 PODE SER UTILIZADO QUALQUER TIPO DE BANANA!!


Com essa biomassa, já fiz doce tipo brigadeiro e recheio para bolo. Uma amiga fiz ganache para o bolo de aniversário dos filhos. Não tenho receitas do que fiz pois foi tudo no olho e no sentimento haha, mas posso conseguir a da minha amiga. O primeiro, é a biomassa, achocolatado comum detesto ligh, açúcar mascavo e 1 c.s. de manteiga. Fica muito melhor com açúcar demerara, chocolate amargo ou com chocolate em pó. Sobre adoçante eu não uso, então, não sei. Mais ou menos as quantidades de uma receita de brigadeiro de panela. Quanto ao recheio para bolo, foi a biomassa e chocolate amargo derretido...não lembro se usei côco ralado, só sei que ficou bem bom. Aí, vai da imaginação e da boa vontade de cada.




ATUALIZAÇÃO - Babado: em qualquer receita de bolo, você pode acrescentar 1/2 xíc de biomassa de banana, para deixar mais nutritivo. Não altera gosto da receita, nem estraga a textura.
 
Aliás, a Lidiane já é convidada especial no blog ParadaGG, da escritora e professora Fabiana Brandes, onde você encontra outras receitas dela!


Conheçam páginas no Facebook:


15 de abr de 2013

O Dudu está lendo.

'Inda bem que eu tirei uma foto do pé de manjericão para colocar aqui. Três ou quatro dias após a foto, choveu forte com granizo pequeno e partiu o pobre ao meio. Ficou um moitão para um lado, outro para outro. Agora escorei. Está feio de muletas mas continua forte e com folhas lidas. Isso que tive que desbastar.

*********************

Pre-gui-ça. É isso. Preguição de escrever. Mentira, é que não tenho grandes novidades para escrever ao blog. Mentira, não é isso, são as duas coisas.

Fato: estou na mesma, numa média de peso. Oscilo para mais, para menos, há cerca de um ano. E desde janeiro a estagnada básica! Continuo a atividade física. Se ficar sem, inquieto. A alimentação está com cara de manutenção, tirando Páscoa e comemoração que teve. MÉDIA. É isso. E acho que não saio disso porque estou me sentindo bem, do jeito que estou e a preguiça de fazer um esforço a mais atropela (como se correr os tais 5km e juntar a isso 30-40min de atividade muscular não fosse algum esforço).

*********************

Bão, nessa de correr, já fiz amizade com um cachorrinho, numa das ruas por onde passo. O bichinho tem me reconhecido de longe, e aguarda ansioso eu chegar perto para então me acompanhar na corrida por uns 20m cabriolando e fazendo festa. Uma dose de bom humor pela manhã cedinho.

MAS ó, que nem sempre é assim com a cachorrada: já fui perseguida umas cinco vezes e ameaçada de ser mordida umas três. Ainda bem que mantenho a calma e, mais ou menos, sei como agir com cachorros. Numa das vezes, ouvi o barulho do dente nhéc! perto da minha mão direita o cachorro chegou a pular. E outra, perto da minha canela, a dona só ralhava mole, de longe, ao bichinho: "Fulaninhoooo, não faz assiiiiim, deixa a moça..." Songa-monga, irresponsável. Depois o bichinho morde alguém e ela vai se incomodar. Eu acho uma tremenda irresponsabilidade as pessoas deixarem seus cães soltos na rua. Você nunca sabe quando o seu cão, por mais manso que seja, estranhará alguém, como fazem comigo quando estou correndo. Tenho dois e por gostar muito deles, não os deixo ter acesso à rua. São mansos, umas gracinhas e tudo o mais só faltam falar, é assim que se diz?, mas evito o desprazer de aparecer uma pessoa ferida por qualquer um deles. Também não quero que saiam por aí bagunçando, pegando carrapato, espalhando e comendo lixo, pulga, sarna, espalhando filhotes etc. Estão bem guardados no quintal e felizes.

À exceção do cachorrinho cabriolando, guarde seu cachorro no quintal, pois uma pessoa dedicada e batalhadora pode estar praticando corrida na sua rua. rárárá

Leu tudo até aqui, Dudu?