2 de out de 2014

Desapertando e dica do limão

É ASSIM: no meu caso, é SÓ seguir o que a nutricionista recomendou, à risca, que funciona. Aquela conclusão véia...sem novidade.

A calça está menos apertada. Bom sinal. Mas ainda está apertada, faz um cogumelo acima do zíper e o botão fechados. Calça boa para mim é aquela fica normal, sem apertar, sem folgar. Mesmo se ficar muito justa, para mim ainda não serve.

Aqui de boa, toda dolorida da atividade física. Mas é tão bão quando a gente volta a se mexer!

Dica da água + limão, da nutricionista, confira. Sempre existe aquela dúvida do que é lenda e do que não é, qual eficácia etc. Assistindo a um programa culinário de alimentação funcional, a apresentadora culinarista comentou que é bom consumir limão sempre por ele ajudar o corpo a ficar mais alcalino, que é um "ambiente" não propício a vírus, bactérias, doenças etc. Muito legal:


Nutricionista afirma que beber água morna com limão ajuda a purificar o organismo

Beber água com limão além de trazer vários benefícios à saúde do ser humano, também é uma boa forma de se purificar o organismo

30 de set de 2014

Creme de Couve-Flor

Simples, gostoso, leve e nutritivo. Fiz para o almoço de hoje.

"1 couve flor picada grosseiramente com talo e tudo cozida em caldo de frango - cozinhei na água que resultou do cozimento dos filés de frango, temperado só com sal verde.
Depois que a couve flor estiver macia triture tudo no liquidificador e volte ao fogo pra incorporar ajuste sal e pimenta se necessário decore com salsa ou cebolinha e torradinhas de pão integral ou centeio."
Foto do link acima





Aí, fiz assim, porque nunca tenho todos os ingredientes para seguir igualzito:
Havia no meu congelador, 1 cebola e 2 dt de alho que fervi no leite com noz moscada, de uma receita anterior sempre que posso procuro reaproveitar ingredientes. Pois juntei à couve-flor picada e cozinhei tudo junto no vapor. Quando já estava macio, deixei esfriar e taquei-lhe no liquidificador, com a água do cozimento 2 xíc ou menos, não medi até obter um creme. Depois devolvi à panela, juntei salsinha, cebolinha, açafrão, manjericão desidratado e sal marinho. Aqueci um pouco, misturei bem.
Acompanhamentos: pseudo-croûton de berinjela, um pedaço picado de batata doce cozida e um pouco de carne de panela picada, cozida na pressão com cebola, alho, tomate, sem um pingo de óleo porque a carne refoga em si mesma, couve verde. Finalizei com páprica picante. Bom, como raramente tiro foto do que preparo, fiquem contentes com a ilustração acima. Hehe.

De sobremesa, tive vontade de comer um pedaço de cuca integral que fiz no final de semana, mas deixei para lá. Peguei uma maçã pequena.

29 de set de 2014

"Ninguém pode ser sábio de..."

Credo, acabei de me dar conta que já matei 2L de água e 1L de água com berinjela sem perceber. E nem são 18hs ainda...e só para constar, duas pessoas do meu Face, que não se conhecem, escreveram hoje que estão descurtindo as páginas sobre comida. Deve ser um sinal. hahaha

Se tem uma coisa que aprendi, com todo o processo desde o início, foi conhecer melhor o meu corpo, como reage a determinada alimentação, hidratação, o que incha, o que dá bem estar, o que funciona, o que não funciona. Isso foi fantástico. Nem sei quanto estou pesando, e creio que a última vez que subi em uma balança foi há seis ou sete meses. UIA! Mas pelo que me conheço, posso chutar com segurança um peso, mas confirmar indo até aquela farmácia lá da esquina, não está nos meu planos. Frustração, né? Além disso, entrar apertada na última calça jeans que comprei há dois anos equivale a apertar o botão de pânico. Saco. Nem as medidas estou com vontade de tirar, não quero ver o tamanho do problema neste momento. Só sei de uma coisa: vai secar, isso vai. Já entrei no ritmo e senti algumas diferenças. E nada de passar fome, ÓBVIO. Falar nisso:


"Um dos grandes erros alimentares é o jejum prolongado, ficar mais de 3-4 horas sem se alimentar. Numa fala simples, o que ocorre é a redução de nutrientes em especial a glicose, que é a fonte de energia principal para o cérebro que manda informações e realiza atividades para todo corpo. No jejum, o indivíduo fica irritado, desatento e numa forma de defesa o cérebro poupa gordura (tecido de energia) e utiliza glicose estocada no fígado e músculos. Ou seja, flacidez e pneuzinhos na certa. Não saia de casa em jejum, não deixe seus filhos saírem de casa em jejum, não pule refeições, faça café da manhã, almoço e jantar e pelo menos dois lanches intermediários (sempre com escolhas saudáveis de preferência ) não esqueça disso no final de semana programe suas refeições e da sua família. Vai valer à pena, garanto!"Helouse Carneiro Odebrecht - nutricionista funcional




27 de set de 2014

Dos grandes mistérios da humanidade

A pessoa come demais, ozotros ficam em cima, cobram, falam.

"Não acha que está comendo demais?"
"Vai comer isso também?"
"Você tem que se cuidar mais."
"Você tem o rosto bonito mas..."
"E a sua dieta?"
ALIÁS, NÃO, EU NÃO FAÇO DIETA! EU APENAS TENTO SEGUIR AS ORIENTAÇÕES DA NUTRICIONISTA E NÃO É DIETA. Detesto essa palavra.

Até aí, tudo bem, é normal MAS:
Sério. Alguém me responde, por favor.
Esse, para mim, é um dos grandes mistérios da humanidade.


Por que, POR QUE 
raios e parafusos:
 
Toda vez que a pessoa come normal, dentro do planejamento da nutricionista, ozotros os mesmos, por sinal esquecem que falaram as frases anteriores e soltam estas:

"Só vai comer isso?"
"Come mais!"
"Pega um pedaço aqui."
"Não quer mais?"
"Tem certeza?"
"Vou deixar esse pedaço para você."
"Tá de dieta?"
ALIÁS, NÃO, EU NÃO FAÇO DIETA! EU APENAS TENTO SEGUIR AS ORIENTAÇÕES DA NUTRICIONISTA E NÃO É DIETA. Detesto essa palavra.


POR QUÊ?

Prácabá.

Eu já falei para pessoas repetirem, comerem mais etc mas como quem cozinhou ou como quem recebe em casa. Mas quando sei que é o limite da pessoa ou está satisfeita, não insisto. Há pessoas que nem pergunto mais porque sei que só querem aquele tanto e estão satisfeitas.

De volta aos trabalhos! Voltamos com a nossa programação normal.

26 de set de 2014

A vergonha na cara voltando

Aqui, de boa, achando interessante que o blog tem visita todo dia, mesmo parado. Acho bem legal, deve ser gente procurando por receita e as amighes que não pararam seus blogs. Estou ensaiando reescrever, fazendo uns ajustes aqui e ali. Até a foto do perfil troquei, um auto-retrato, numa brincadeira-desafio no ano passado. Coooisas de rede social.

Descuidei legal há meses, mas o mês de agosto e setembro foram o ó do borogodó, a cereja artificial do bolo. Joguei-me. Engordei-me. Querem ver o absurdo? Fiz aniversário em agosto e tive quatro comemorações...façam as contas. Vamos colocar o coeficiente de agravamento: todos em viagem (1 passeio + 3 casa de parente). Ou seja: eu não cozinhei, não meti minha farinha integral, nem minha linhaça no meio.

Há cerca de três dias atrás, estive em minha terra natal e tive uma conversa franca com minha irmã caçula que está com uma barriga sarada, malhadona e fiquei morrendo de inveja que me fez muito bem. Desabafo. Irmã é tudo de bom, né? Voltei para casa mais leve não literalmente e com menos ânsia de comer. Vontade de mudar algumas coisas pessoais que me atrapalham demais. Porque, né, a gente sabe que o problema de engordar não é apenas comer muito e a solução não é apenas resolver parar de comer muito.

 





Já desinchei um tantico, mas bem tantico-pouco-só-para-constar. Espero que a não-vontade de comer tanto, perdure. E vamos. Ah, sim. Neste meio tempo, arranjei um gato. A foto é de maio. Agora está maiorzinho. Esse é o Tibério.


11 de ago de 2014

29 de mar de 2014

Diminuindo peso e historinha

É o de sempre. Alimentar-se bem e praticar atividade física para emagrecer. Bastou voltar às orientações da nutricionista salve, salve que colho os frutos: quase 1kg embora. O IMC atual é de 26,7.

Tomei a decisão de emagrecer em julho de 2011. Muita coisa contribuiu para eu me conscientizar COMIGO, porque até então, já ia me conformando e entrando no time das gordinhas assumidas. Muitas mulheres se sentem bem assim, que bom, mas eu não. Uma das motivações, que não contei até agora, foi ver o estado de uma pessoa da minha família, a quem amo muito, que está pagando um preço alto por não ter se importado com a obesidade e seus efeitos a longo prazo. Isso me marcou muito e ainda marca, pois acompanho sempre essa pessoa. Enfim, parti do IMC 31,2 - Obesidade I e fui bem por um tempo, mas sem pressa. Mudei minha alimentação e estou colhendo muitos benefícios disso. Cheguei ao IMC 23,9 em novembro de 2012 \o/ e fiquei tão contente que...descuidei. Aí, deu aquela bobeira e pluft! dos quase 18kg mandados embora, deixei voltar 7kg ao longo de 9 meses...como se diz no popular: dá uns tapa', né? Mudar hábitos, tudo bem, mas não mudar a cabeça não ajuda. Agora, cá estou, de novo e vestindo uniforme, porque as minhas roupas apertaram. E as maiores que eu tinha, já passei adiante, apesar de que elas ainda assim ficariam um pouco grandes em mim. E vamos! Hehehe!

♫♡sóⓛ ⓞ ⓥ ⓔ ♡sóⓛ ⓞ ⓥ ⓔ ♡sóⓛ ⓞ ⓥ ⓔ ♡sóⓛ ⓞ ⓥ ⓔ ♡♫

Prova de fogo: aniversário de casamento neste final de semana...claro que tem comida. Eu até faria tudo mais leve e integral, mas aí, seria só do meu jeito. E "só do meu jeito" em aniversário de casamento, que tem a ver com os dois, ninguém merece, né? Já tomamos algumas medidas e ficou meio a meio. Ele deu algumas ideias bem legais. Aos poucos vai.

26 de mar de 2014

Conversa na rua

Hoje cedo, fiz meu alongamento, aquecimento, meus exercícios com peso e #partiu fazer uma caminhada mais forte com pequenas corridinhas. Aproveitei o trajeto para comprar um pé de alface num lugar que está com mais qualidade e preço melhor e, quase chegando em casa, uma conhecida me vê e me espera chegar perto:
- Bom dia!
- Bom dia!
- Fazendo suas caminhadas, é?
- Sim, e aproveitando para comprar alface mais longe. - ri.
- Meu filho gosta de alface. Mas só. Minha filha gosta só de tomate.
- Pois é. - respondi.
- Você só come alface?
Devo ter feito uma cara engraçada de "como assim"?
- Não...eu como de quase tudo: alface, tomate, beterraba, cenoura, agrião, rúcula...o que for da e$tação.
Foi a vez dela fazer uma cara engraçada, me olhando de alto a baixo, fixando o olhar na minha barriga:
- Então você não come carboidrato, né?
- Upa, como sim, não fico sem! Faz mal para o corpo ficar sem. Sou contra aquelas dietas malucas que restringem isso ou aquilo.
Ela não se deu por satisfeita:
- Então você não janta, né?
Segurei para não rir com a insistência, expliquei que faço as três refeições mais os lanches, sendo que a janta não é igual ao almoço, mas sim, um bom lanche reforçado, mas que deixo de lado fritura, doces em excesso, besteira etc quando estou inspirada kkkkkk. 
- Ah, então você NÃO janta! - ela insistiu, com cara de "duvido, aposto que você fica horas sem comer".
Nesse meio tempo, seu marido apareceu, ela foi abrir o portão para o carro. Aproveitei para me escafeder.

Detalhe: não estou magra. Vai entender.

25 de mar de 2014

'Cê tá querendo o quê?

'que tow indo bem: alimentação + atividade física. Tempo curto para ficar de ladainha no blog, quase pirei hoje, na prefeitura da capital, perdendo tempo urrrraaaaaaa, incompetência!!!!!, segue a tradução da minha atual vontade, no melhor do besteirol:

 A única maneira de cantar essa música ridícula.


21 de mar de 2014

Uma secada na barriga :)

Semana passou rápido. A companheira de caminhadas, foi só uns três dias comigo, depois acabou não indo mais filhinho doente, cliente para atender, questões para resolver, desânimo etc. Deu uma semana de chuva aqui e contribuiu para ficarmos em casa. Faz parte. Acho que até forcei a barra com ela, cheguei a tentar arrancá-la de casa, cooooooom delicadeza mas enfim...de qualquer maneira, estou aí para ajudar se ela quiser novamente. Se é que eu não assustei a pobre mulher, hehehe! #fail

Bom, quanto a mim, engrenei legal, já dei uma secada na barriga, estou contente. Na semana de chuva, dá-lhe vídeo de exercício em casa. Até exagerei, tentando fazer um para as pernas: três dias com os músculos doloridos. Eu já tinha feito outras vezes, mas como eu estava na molenguice só caminhando bonitinho, perdi a mão. Mas estou à toda. Duas semanas focadas na atividade física me ajudou a voltar à alimentação melhor, nesta semana. Uêba! Espero continuar bem, porque quero voltar a usar melhor minhas roupas, estou praticamente de uniforme, hahahaha! Não sei o meu peso, estava chovendo e não deu para ir à farmácia, só tirei medidas.

Não descobri a pólvora, mas (re)constatei:
FATO: atividade física regular, ajuda-me muito na satisfação corporal, consequentemente diminui meu apetite.
FATO: alimentação melhor me faz dormir melhor, consequentemente, olherias u-uh? cadê vocês? Na verdade, eu durmo bem faz uns três anos, depois que mudei a alimentação com a nutricionista, mas, quando fico na bagunça, tenho um pouco de insônia. E esta semana, ah, beleza, boas horas de sono e acordando cedo. Gosto muito.

Tive vários auxiliadores nas últimas três semanas, que me levaram à reflexão, para essa engrenada. Um deles, foi este texto, outro foi o exemplo da Flavia Claro, mencionado em postagem passada. Outro, foi este vídeo, compartilhado pela Magra Emergente:





Depois, se der, menciono outros auxiliadores.
Espero que ajude alguém.
Espero eu continuar animada. ;)

17 de mar de 2014

Bobobó e exemplo de determinação


Não estou emagrecendo, estou parada. Continuo gostando de mim, praticando exercícios deveria ser com mais afinco e não tendo problemas com a aparência, mas quero continuar a tentativa de emagrecer por causa de saúde. Já analisei um monte e é isso mesmo. Tenho motivos familiares para ter medo da obesidade. E muito.

Mas se você quiser um exemplo de determinação, visite o blog da Flavia Claro quem ainda não conhece, aproveita para conhecer, ela é uma fofa. Mais ou menos a conheci no início do meu blog. Ela teve ânimo, depois desanimou. Parou um tempinho, depois recomeçou. É mais ou menos isso que eu lembro. Emagrece, engorda um pouco, tudo aquilo que a maioria de nós passa. MAS ela não deixou por menos. Pesquisou, pesquisou, pesquisou e achou a fórmula dela. Acho que foi mais ou menos um ano de de dedicação e olha o resultado:


Tenho outra coisa para confessar aqui, mas vou deixar o modo ranzinza passar, porque é para xingar uma coisa que muita gente gosta. Acho que ninguém merece meus escalabravos existe essa palavra? oi? quando estou assim.

10 de mar de 2014

Patê de um monte de coisa que o pessoal gostou

Daí, que eu tinha que levar algo para uma confraternização e calhou para mim sanduichinhos. Pedi receita de patê para a nutricionista, mas foi em cima da hora e não deu tempo. Daí, que, mais uma vez, fiz um patê maluco e nutritivo, apesar de já ter sido aconselhada a não fazer coisas muito diferentes integrais funcionais saudáveis bibibi bobobó estou me repetindo?, pois as pessoas podem não gostar...daí que, para a galera não estranhar, usei o óbvio pão de fôrma branco, mas é para não assustar, né? Pessoal comendo sanduíche, pergunta:

- Hum, esse ficou mais gostoso que o outro! - claro, coloquei mais SAL para esse povo - quéquece colocou aqui?

Como gosto de causar, fiz cara de mistério:

- Tentem descobrir. - e saí de cena.

Conversa vai, conversa vem, voltei. Ninguém imaginava ao certo, mas chutaram fígado, frango. Não sei o que deu na cabeça dessa gente, só sei que, depois que eu disse o que havia, azamigha comeram mais ainda, porque, claro, tinha um monte de coisa boa ali. Sobrou pouco para mim e o marido trazer para casa: cinco quadradinhos, de dois sacos de pão. A menor sobra em todos os meus tempos. Ainda levaram para casa, na partilha. Lanche de escola das crianças, essas desculpas. Mas o que é que tinha ali? Vamos ver:


Patê de um monte de coisa,
porém nutritivo

Ingredientes
  • 1 berinjela peq descascada, picada, cozida em água e sal
  • 1 cenoura cozida amassada gosto de cozinhar no vapor
  • 1/2 copo de biomassa de banana
  • 200 g de ricota light picada
  • 130ml de leite semi desnatado fervente
  • 1 c.s. linhaça dourada triturada
  • azeite
  • temperos: manjericão, salsinha e cebolinha picados, pitada de pimenta do reino, açafrão, sal a gosto dos meus fregueses
Para finalizar: suco de 1/2 limão, mas deixe para cortar na hora de usar.

Modus operandi
Bata no liquidificador, a ricota picada e o leite fervente. Ao virar uma massa homogênea, faça o favor de acrescentar tudo menos os temperos e menos o limão até ficar tudo homogêneo, regando com o azeite. Sobre o azeite, não sei dizer a quantidade, fui jogando, aos fios. Feito isso, transfira para uma tigela e acrescente os temperos, a gosto. Leve à geladeira por um tempo, deixe o gosto pegar bem. Acrescente o suco de limão antes de passar nos pães. Sirva.

Na verdade, na verdade, 'cê pode inventar o patê que quiser, né?

Espera, que um dia, usarei pão integral praquela turma lá.

5 de mar de 2014

"O que dizer daqueles que..."

Acabei de ler esse texto, vou deixar aqui...


"O que dizer daqueles que abandonam tudo o que começam? Largam cursos, esportes, dietas... São pessoas preguiçosas ou têm medo de fracassar?

Muitos são os que abandonam projetos pelos quais estavam empolgados diante do primeiro obstáculo: acham que não vão ser capazes de superá-lo.

Alguns desanimam diante do tamanho dos sacrifícios a serem enfrentados para alcançar bons resultados: preguiçosos, lidam mal com frustrações.

Há os que abandonam cursos ou esportes ao perceberem que não possuem as aptidões mínimas necessárias para avanços: esses até que têm razão!

A preguiça corresponde a um estado de moleza, a uma lentidão e pouca motivação para qualquer ação que implique esforço ou risco de fracasso.

A pessoa dita "preguiçosa" é aquela que tem pouca disposição para se esforçar no presente em nome de recompensas que só virão mais adiante.

Um fator gerador de preguiça é o baixo nível de interesse de algumas pessoas: dão a impressão de que não gostam e não vibram com nada!

A preguiça não é a causa; é a consequência da falta de interesses, da incapacidade de lidar com dores, fracassos e de sacrificar o presente."

Dr. Flávio Gikovate
Médico-psiquiatra, psicoterapeuta, conferencista e escritor. Atualmente apresentando o programa “No Divã do Gikovate”, na rádio CBN, e dedicando a maior parte do tempo à clínica.

25 de fev de 2014

Colega para caminhar

Sempre caminho, apesar de umas falhas e não tenho problema algum de estar só. Mas semana passada, uma vizinha perguntou se podia ir junto, pois precisava muito ordens médicas e é desanimada para ir sozinha. "Ô, 'magina, vamos juntas!" - respondi. Ela ficou com receio de me atrapalhar porque está com pouca resistência, mas estamos aí para um ajudar o outro, né? Mostrei uns alongamento, dei dica de alimentação antes/depois mas dei uma maneirada. Ela já tem nutricionista, então, deu para a minha bola de pitacos ok, não consegui ficar quieta sobre integrais, industrializados, biomassa de banana...
Hoje, foi nosso segundo dia de caminhada e ela estava firme, mas bastante cansada. Até que sirvo para puxar bem a pessoa, olha só! Vou cuidar, nada de forçar a nova amighe, respeitar o ritmo. Mas fiz terrorismo: "Se um dia eu passar no seu portão e você disser que não quer ir, entro na sua casa e arranco de dentro! E nem tenho medo do seu cachorro." Que bela maneira de começar uma amizade, essa minha!!! Hahaha!

19 de fev de 2014

Saia e shake

Dazgordice:

Naaaaaão tenho muito o que escrever. Mas uma saia jeans que não estava entrando, entrou ontem. Fiquei embalada a vácuo, mas não atrapalhou. E vamos. Semanas que não me peso na farmácia, acho que vou bater a lona e parar com a minha campanha "eu não quero ter balança em casa". Vou perguntar à minha nutricionista se ela tem uma velha em casa para doação.

*************************************
 Dazutilidadepública:

Uma vez na vida, comprei um shake, para ajudar uma pessoa, cerca de 12 ou 13 anos. Desde então, nunca mais. Sempre torci o nariz para essa solução, apesar de muitos gostarem. Como é questão de cada um, fico na minha, com comida de verdade. Mas esta semana, saiu bombando no (meu) Feycebúk, campanha contra esse produto (olha, olha, olha), por parte de profissionais da área de saúde, e aí veio a reportagem da mulher que perdeu o movimento das pernas (nem li). Enfim, dêem uma olhada e tirem suas conclusões. A minha já está formada há anos, com apoio da nutricionista: nada de shakes. MAS assim: estou me referindo aos shakes industrializados. Sei que tem aqueles que se faz em casa, indicados por profissionais, esses são bem melhores. E pára por aqui minha palpitaria.

Enquanto isso, vou na vibe deste shake:

Dança, gateeeeenha!

3 de fev de 2014

Dica da nutricionista para TPM e menopausa

Ok, não sofro com TPM e todo mundo me olha como se eu fosse um bicho quando digo isso. MAS eu sei que não estou sozinha, já vi gente dizer a mesma coisa por aí em blogues. Também me olham torto quando digo que gosto de acordar cedo e de muito bom humor. Mas isto não vem ao caso, só queria encher o saco dazamighas do Garfield. Mas o que vem ao caso é a dica da nutricionista, que vai ajudar muita gente por aí. Na íntegra, boneca:

"ALOW MULHERADA - DÁ UM CHEGA PRA LÁ NA TPM OU CALORÕES DA MENOPAUSA COM ESSA DICA!!! Macharada contem para suas digníssimas porque seus dias durante um TPM serão melhores...

Para acabar ou reduzir os sintomas de irritação, mau humor, desânimo e calorões que acometem as mulheres em algumas fases da vida, uma dica muito importante é o consumo diário de inhame. Um estudo concluiu que uma substância presente nesse alimento possui efeitos positivos na saúde da mulher na fase pós-menopausa, principalmente na melhora de gorduras do sangue, taxas hormonais e no controle de radicais livres. Esses benefícios contribuem para reduzir o risco de desenvolvimento de osteoporose, mal de Alzheimer, doenças cardiovasculares e câncer de mama. Efeitos benéficos nos períodos de TPM também foram relatados.

nutricionista funcional"


******************************************

E eu? Bão, sem novidades, mantendo. Mas terminei e entreguei duas telas (aqui e aqui). Cada uma tem uma história e as pessoas que encomendaram ficaram muito contentes. Isso me deixa muito animada!

31 de jan de 2014

Bolo de fubá sem açúcar pero que no

A receita original é da culinarista Lidiane Barbosa. É para ser sem açúcar e usar adoçante, mas como não faço uso deste, usei o primeiro. Também não tinha todos os ingredientes. Então, sooooooooooooooooó para variar, fiz lá minhas adaptações. Estão em verde.

BOLO DE FUBÁ SEM AÇÚCAR 
pero que no

Ingredientes
2 xíc de fubá fino
1/2 xíc de sucralose OU 1 xíc açúcar demerara
3 ovos
1 vidro de leite de coco sem açúcar OU leite comum, mesma qtde
1/2 xíc de óleo de canola
1 colher de chá de erva-doce
100 gramas de coco ralado sem açúcar  OU maçã ralada, mesma qtde
1 colher de chá de canela em pó
1 colher sopa cheia de fermento em pó
1 colher sopa cheia de linhaça

Modus Operandi
Bater as claras em neve e reservar. Misture todos os ingredientes no liquidificador menos: coco ralado, linhaça, erva doce e fermento. Deixe para acrescentar no final depois de despejar os ingredientes liquidificados em uma tigela. Acrescentar as claras em neve delicadamente acrescentar o coco ralado, a linhaça, a erva doce e por último e fermento. Coloque em uma forma untada, redonda e funda. Asse por cerca de 40 minutos.


**********************************

Bom, quanto a mim, ainda na mesma. Ô, coisa difícil para pegar no tranco! Mas já fiz meu exercício hoje. Enquanto isso, vou fazendo minhas encomendas de telas, pelo menos ocupo a mente, hehehehe! Esta é a que estou fazendo agora, claro que ainda não terminei. A moça vai dar para a sogra, espero que goste. Primeira vez na vida que pinto orquídeas. Vamos ver como vai ficar.


26 de jan de 2014

Molho à bolonhesa sem um pingo de óleo no preparo

Não é novidade para muita gente que já deixou o óleo de lado para isso. E, ok, na verdade não é O molho alla bolognese, que vai salsão, pancetta, vinho, bibibi-bobobó, mas é uma variação que gosto para almoços de domingo, acredito que é bem consistente e nutritivo. A quantidade que faço é para 250g de massa. Aviso: 1) contém carne e glúten. Se você não gosta ou está evitando qualquer uma dessas coisas, é só não usar o ingrediente, 2) é só uma sugestão, você pode variar do jeito que quiser, fazer para mais quantidade ou menos, tirar o que não gosta, acrescentar o que gosta, enfim, como diz no popular: "se vira".
Chega de introdução, vamos nós:


Molho de carne moída
sem um pingo de óleo

Ingredientes
  • 250g de massa da sua preferência
  • uns 250g, mais ou menos, de carne moída da sua preferência particularmente gosto de músculo moído
  • 1/2 cebola picada
  • 2 dt de alho picados
  • uma ponta de gengibre ralado
  • um tanto de pimentão picado quantidade que você gosta
  • 200ml de molho de tomate caseiro ou o industrializado que você gosta
  • 3 tomates maduros picados
  • um punhado de cenoura ralada
  • 2 c.s. de aveia em flocos finos, se conseguir farelo de aveia, melhor contém glúten
  • 1 c.chá de linhaça dourada triturada
  • sal a gosto
  • 1 c.chá colorau se bem que eu acho que jogo mais
  • um susto de canela é assim, você derrama e quando cair um tico de nada, você pára tipo "Ai, não era para colocar isso"...se cair demais, vai aparecer o sabor, pois é forte e a intenção é só dá um aroma que está lá mas não se pode identificar
  • um fio de mel sim, você leu isso
  • um maço de manjericão fresco picado
  • sal a gosto

Modus Operandi

Massa - Cozinhe a massa do jeito que costuma fazer. Eu uso cerca de 1L de água para cada 100g, e quando ferve, coloco sal (proporção mais ou menos 3 c.s. para 5L, aí você calcula). Não uso o tal fio de óleo.

Molho - Coloque a carne moída numa frigideira e por cima a cebola, alho e pimentão picados e o gengibre. Ligue o fogo e largue lá. Enquanto a carde cozinha, os temperos vão refogar nela mesma. Só comece a mexer quando dourar as laterais do conjunto, Aí, mexa bem e vá desmanchando se precisar. Se quiser, adicione um pouco de sal. Enquanto isso, em outra panela, cozinhe o tomate e a cenoura. Quando o primeiro começar a desmanchar adicione o molho de tomate, misture. Deixe cozinhar um pouco e adicione o colorau e algum outro tempero que queira. Quando estiver com cara de molho, adicione a aveia, a linhaça e misture bem, dê o susto de canela e o fio de mel, que vai fazer o contraponto da acidez. Misture a carne quando estiver bem cozida. Acerte o sal, e, se achar que precisa, acrescente um pouco de água. Por último, o manjericão, com o fogo já desligado. Misture tudo, acrescente a massa et le voilá!

Viram? Sem óleo no preparo!
Agora, servindo o prato, podemos regar um delicioso
fio de azeite de oliva extra-virgem...nhami

24 de jan de 2014

Isso, mente, vai!


A mentira tem perna curta. Mas deve ser ilusão de ótica: crescendo a barriga, achata-se o(a) sujeito(a). É o tipo da coisa listra horizontal engorda, listra vertical emagrece.

21 de jan de 2014

Crianças, vegetais. Dica de uma mãe.

Essa dica é da minha outra irmã, que tem uma criança que está crescendo saudável e aprendendo a comer de tudo. Com horários certos, alimentação adequada...salvo quando aparece o vô...kkkk! Espero que ajude alguém:

"Mamães de crianças que não comem vegetais, tentem: aproveite o final de tarde de brincadeiras no parque, praia ou piscina e na volta pra casa fale que você vai preparar o jantar. Não ofereça guloseimas, bolachas, chips (ou qquer outra coisa que iniba o apetite), para que a criança fique com fome e quando ela pedir comida você entrega um potinho com saladinha picada para comer com as mãos ANTES de servir o prato do jantar. Por instinto a criança vai comer (esperamos que pelo menos algumas mordidas). Logo em seguida sirva o prato de comida que ela vai devorar! Se você servir a salada junto no prato de comida ela vai poder escolher... Aí já sabemos o que sempre sobra, não é? Essa foi minha estratégia de hoje que deu certo. Dica: brócolis picadinho, tomatinho cereja, cenoura em tirinhas, couve-flor picadinha, abobrinha em tirinhas, pepino em rodelas, alface americana...Boa sorte mamães!
Drica Lopes"




17 de jan de 2014

Três links nos trincks

Nas postagens anteriores, respondi a quem perguntou, nos próprios comentários.

Três links que yo gostei:
  • Entrar em forma rapidamente??? - no blog De Gordinha a Magrinha, bem legais as informações.
  • Barra de cereais caseira... - no blog Parada GG, MUITO MELHOR que as industrializadas que eu não compro de jeito nenhum, bombinhas de sódio super caras - transforme o preço para R$/Kg para ver. Não fiz ainda, nunca tenho todos os ingredientes, MAS uma hora vou adaptar bem bonitinho.
  • PDF com várias receitas veganas - não sou vegana, mas gosto muito de receitas, né?

Tenham um ótimo e magrela fim de semana!


15 de jan de 2014

E a farinha de arroz...

Agradecer à dica de Diário Light de uma Felina e sua Filhota! que deixou nos comentários onde encontrar a famigerada farinha de arroz em Porto Alegre: Mercado Público, banca 48. Recomendo também o Armazém Metropolitano, que é a banca D da quadra 1, onde comprei aveia grossa, aveia fina, fibra de trigo. Bom, lá tem várias bancas assim e o pessoal que frequenta conhece bem. Só eu que não. Vou pouco a POA, geralmente na correria e a trabalho, é tudo vapt-vupt, zás-trás e ainda não consegui fuçar o Mercado Público com calma. Quem puder, aproveita que é muito bom. Pensa em mim e divirta-se por mim.

A farinha de arroz da marca Maninho (é da região) saiu R$ 2,75 o pacote de 1kg. O menor preço que vi até agora. Na internê tem loja virtual cobrando os doizóio por 6, 7 pila.

Mas não aderi à vida sem glúten. Não tenho problemas com isso, não tenho alergias, então não vejo porque bani-lo do meu dia a dia. Apenas quero substituir a farinha branca refinada pela farinha de arroz. Ainda uso por causa do marido que não gosta muito da farinha de trigo integral. Enquanto isso, eu continuo com esta e com a aveia.

*********************

Mas ah, que recebi os foodies no sábado. Servi o casal com nega maluca integral. Provaram, gostaram e só depois é que soltei a bomba: "É integral e funcional". 'Regalaram ozóio. "É mesmo?" Gostaram. Que bom.
Hehehe. 'Tava bão o mardito do bolo, acabou ontem, terça-feira. 'Té que tá durando muito, bolo aqui em casa. Mas não deveria nem existir. Clique aqui para ver a receita. Mas não recomendo, hahaha!


Nega Maluca Integral


A-VI-SO: esse bolo não fica muito doce, por causa do
chocolate em pó que usei, que é 70% cacau.
Às formigas de plantão, sugiro
acrescentar um pouco mais de açúcar.
Massa
  • 2 xíc farinha de trigo integral *
  • 1 ovos
  • 1 c.s. linhaça tritura + 3 c.s. água potável
  • 1 xíc açúcar demerara
  • 1/2 xíc chocolate em pó 70% e mais um tico
  • 1 xíc óleo
  • 1 xíc água fervente
  • 1 c.s. fermento químico


Modus Operandi
Misture a linhaça triturada com água e deixe descansar por uns 15 minutos, até ficar com consistência viscosa. Aí, então comece: misture bem o ovo, a mistura de linhaça, o óleo, o açúcar, o chocolate em pó. Acrescente a farinha, sempre misturando bem. Acrescente a água fervente e por último o fermento.Leve em fôrma untada e enfarinhada** (essa quantidade cabe em fôrma de pudim). Leve ao forno médio, pré aquecido, 40 min ou até dourar.

Cobertura
Aí, não tenho medida. Vai no olhão e fiz para cobrir só o cocoruto do bolo. Gosto daquele ar de bolo pelado. Segue: acho que usei 1 xíc de leite, 2 ou 3 c.s. de amido de milho e talvez 3 c.s. de chocolate em pó 70%. Não sei. Joguei na panela, liguei em fogo brando e fui misturando bem até engrossar. Por causa do chocolate usado, fica o mesmo aviso de cima, em relação às formigas de plantão. Feito isto, despejei sobre o bolo desenformado. Essa calda feita de leite dura no máximo uns três dias fora da geladeira sem azedar (e depende do calor também). Se não for consumir nesse tempo, 'taca na geladeira.

Esse bolo fica muito bom gelado!


* Dá para substituir até 1/3 da farinha usada por aveia em flocos finos deixa a coisa ainda mais funcional...só não se deve comer demais porque faz funcionar bem o intestino...
** Eu uso óleo ou manteiga para untar a fôrma e farinha de milho fino ou fubá para enfarinhar. Desenforma melhor e é mais fácil de limpar depois. Margarina, mandei embora, por ser uma porcaria de plástico comestível.

11 de jan de 2014

Vamulá, receita sem glúten e visita


O "ganho" do Natal e do Ano Novo, já se foi. Ao menos foi o que a fita métrica me contou. Balança, nem deu para ir à farmácia. Já escrevi um zilhão de vezes que não compraria balança, mas agora, está dando vontade. Uma hora, se der. Nunca diga nunca. Agora, só falta mandar embora o "ganho" do ano passado inteiro, hohohoho! Mas estou animada e com vontade. Além disso, está um saco não poder usar as roupas que estavam cabendo em mim antes. UM SACO e eu estou "desroupada", por assim dizer. E não vou comprar roupa nova. Ou entra na roupa de novo ou fica sem opção. :P

Alguém sabe, em Porto Alegre, onde se compra a bendita da farinha de arroz? Eu só achei em uma loja, pesquisando por telefone. Se não me engano, está R$ 3,90 o quilo. Para quem está na onda do sem glúten, acesse o vídeo da minha nutricionista-beldade-maravilhosa, ensinando a fazer pão francês sem glúten, com farinha de arroz.

Como estou trabalhando com pintura, fiz um quadro sob encomenda, para clientes muito especiais. Eles são de outra cidade, mas vieram passear na região e resolveram vir pegar a tela pessoalmente. Creio que dentro de meia hora estarão aqui. Então, para recebê-los, bateu o pânico: eles são foodies e são colaboradores de um blog gastronômico. Já comeram de tudo, são criteriosos, entendidos, vão em tudo quanto é lugar, fazem resenha, patati-patatá...PÂ-NI-CO! Como receber? Bem, fiz a louca e mandei ver numa receita de nega maluca integral e funcional para recebê-los. QUE VENHAM! Espero que gostem da receita desta pobre pessoa que vive mexendo e tentando adaptar as receitas. Ainda bem que o assunto da visita é a minha arte, não a minha culinária. Hehehehehe!

8 de jan de 2014

Oi? Alguém?

Coooooooooooooooofff! É que mundo virtual não cria poeira, mas se criasse, eu estaria tossindo às turras aqui, de tanto tempo que não escrevo. 'Gradecida às queridas que me deixaram recados na postagem anterior.
Novidade, nenhuma, passagem de ano normal. Por normal entende-se, que a mulher engordou mais um tanto. Mas um dia isso deixará de ser o normal.

Ok, já engrenei, 2014 adiante do meu nariz, bastante coisas por fazer e conquistar. Já enxuguei um cadito, com alimentação melhor e atividade física.

AH, SIM, feliz 2014 para todo mundo!

O ano passado não foi bom em relação a peso, mas fazer o quê? :P 'Sa mania de gostar de fazer receitas e comer a mais. Cadê a lady, caramba? Estou desenterrando a pobrezinha aqui dentro de mim, acho que caiu uma tonelada de mezzo ogra em cima dela. Mezzo porque não foi a ogra inteira. Minha tendência por comida melhor continua. Problema é o tamanho do garfo.

Lá vou eu visitar as colegues.