25 de mai de 2013

Um caso de sucesso

Pessoetes, vocês precisam ler esse depoimento da blogueira Ivana. Eu já compartilhei a história dela aqui, publicada em outro site, mas a cada depoimento, mais interessante fica. Um baita exemplo!


Espero que gostem! Eu gostei muito!

21 de mai de 2013

Trova no açougue

Marido foi ao açougue e eu à quitanda ao lado (aqui, chamam de fruteira mas prefiro quitanda, acho tão legal essa palavra...). Fiz o que tinha de fazer e entrei na "casa de carnes". Cheguei a tempo da conversa do meu marido com a dona do estabelecimento:
- Sua esposa corre?
- Sim. E eu corro dela. - respondeu ele, que não perde uma piada.
Cheguei rindo e já me embrenhando na trova:
- É, pratico corrida, sim.
E a conversa continuou no assunto.

Volta e meia alguém comenta: "Vi você correndo"/"Vi sua esposa correndo", etc. Eeeeeu, hem? É para achar engraçado ou esquisito numa cidade de cerca de 95 mil habitantes? E não passo correndo perto do açougue. Aliás, nem está aberto no horário que eu treino.


rsrsrsrsrsrsrs

18 de mai de 2013

Oi? Eu aqui.

Assim: 20 dias sem internet...trocamos de operadora e no dia que a internet seria instalada, a empresa terceirizada entrou em greve. Argh!

Atividade física vai bem, alimentação variada mas com gordices, peso estável. Os 5kg de sempre que não estou conseguindo mandar para o espaço. Ele vareia mas permanece, desde o começo do ano passado.

Na quinta-feira, saí toda embrulhada para correr cedo. Não sei ao certo quantos graus estava, mas penso que por volta dos 10. Meu rosto gelou no início do percurso, brrrr! Haha!

Ontem, marido quis ir comigo, desde que fosse à tarde. Mi-la-gre. Eu corri, ele correu, andou, andou. Não fiz todo o percurso. Fui até uma parte e voltei para encontrá-lo. Mas já é um começo para ele, hehe!

Hoje, sábado, ele quer caminhar. Daqui a pouco iremos. O total do percurso será de uns 8km. Vou tentar correr uma parte, num é?