23 de nov de 2012

Mini reflexão sobre felicidade


De Cíntia Milanese, autora do blog Projeto Magrelete, no féicebrúk, que me autorizou publicar aqui:
 
"Reflexão do dia: '(...) Nem tudo que me faz feliz, me faz bem. Nem tudo o que me faz bem, me faz feliz'. | Saudade de comer uma panela de brigadeiro :-(  "



Isso me rendeu uma reflexão, que escrevi lá mesmo, para ela:

"Boa, Cintia!! Por isso eu detesto o mote 'o importante é ser feliz'. Por que eu tenho que ser feliz enchendo o buxo de porcaria e depois ficar me lamentando dos problemas decorrentes? A gente deve mudar o jeito de olhar as coisas pois o que nos deixa 'felizes' naquele momento, nem sempre é bom. Exemplo dramático? Tem gente que se sente 'feliz' quando o outro se dá mal. Tem gente que se sente 'feliz' se drogando, bebendo no sentido de se embriagar e sair causando. Tem gente que se sente 'feliz' gastando, gastando, gastando, gastando. E tem gente que se sente 'feliz' comendo muito e só porcaria. E assim vai. E lá no final, vem de fato a tal 'felicidade': choros de arrependimento, para continuar no tom dramático. Mas há quem continue gostando de ser 'feliz' com coisas ruins. Ok, nivela a tal 'felicidade' por baixo. Aliás, ser feliz tem sido quase uma obrigação, né? Isso frusta muito as pessoas. Eu já decidi que sou feliz há tempos, não importa se não tenho ou consigo tudo o que quero, pois minha felicidade não depende muito dessas coisas. E vamos em frente. Obrigada por compartilhar esse seu pensamento."

Fala sério: Dentro do nosso assunto, por que raios eu vou esperar para ser feliz quando estiver magra? OU Por que raios eu quero ser feliz magra mas acabo cedendo à felicidade instantânea de me empaturrar para depois ficar chorando? Como escrevi acima, decidi ser feliz há tempos, independente de muita coisa. Eu sou feliz. Mas espero não ser antipática com isso.

Novamente, boa, Cíntia!!
Não vamos depender do que nos faz mal
para nos sentirmos felizes instantaneamente!

15 comentários:

  1. Boa, Bel... eu ia falar sobre isso no blog tb, mas você completou tão bem, que eu só posso é repassar. Ser feliz é tudo o que se quer, então, que sejamos felizes desde já - porque não? :D

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Amiga como sempre, fantástico!

    Realmente como posso dizer que sou "feliz" comendo uma caixa de chocolate acompanhado de um litro de coca cola (sim já fiz isso, vergonha) se depois eu vou me arrepender e ficar chorando.

    Temos que mudar o foco dessa "nossa felicidade" e sermos felizes hoje, agora!

    Beijos e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Ameeiii, e meio que falei sobre isso hj, que tinha resolvido não adiar mais , por isso DECIDO SER FELIZ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Lindo, perfeito! algumas alegrias são dispensáveis, acho que só somos felizes de verdade quando reconhecemos esses tais momentos "agradáveis e dispensaveis". Tudo na vida deve ser colocado na balança e observar pra que lado ela vai pender, comer uma panela de brigadeiro (hummmm dilicia) vai dar uma alegria de 10 minutos, porém uma tristeza de dias, e aí? A balança pendeu pro lado triste. Será que valeu a pena? Aprender a olhar essa balança faz toda a diferença! Quer um exemplo? Eu AMO batata frita, me enfiei nelas dois dias seguidos, mas tive uma felicidade muito maior quando resisti bravamente aos seus encantos ontem e hoje rsrsrs (eita,escrevi um livro rsrsrs)

    ResponderExcluir
  5. Perfeito pra entender o porque daquele brigadeiro de hoje =/
    Obrigada gurias :D

    ResponderExcluir
  6. Bel, ser feliz agora e não amanhã, depois de amanhã e depois.

    Perfeito

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Escrito com muita propriedade e inteligência. Grande beijo.

    ResponderExcluir
  8. Talvez nossos deslizes para a felicidade momentânea nos permitam ter as quedas que temos e nos faça refletir sobre o que realmente é a felicidade.

    Ninguém é feliz 100% do tempo, e talvez só reconheçamos a felicidade das pequenas coisas quando outras dão errado. Sou feliz comendo o churrasco de domingo, fico triste se engordei, mas ai posso perceber que encontrar toda a família para um almoço de domingo é que me trouxe a felicidade e não o fatídico churrasco..

    Confesso que sinto um prazer enorme comendo, como sinto prazer em pedalar na praia, ficar em casa assistindo tv.. cada um com seus prazeres e sua felicidade =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Rachel. Por isso, eu como brigadeiro e pizza sem peso na consciência. Não é sempre, mas procuro me cuidar nos outros dias. Eu não ando emagrecendo com eficácia, mas me sinto muito satisfeita.
      Tanto sinto prazer na comida com companhia como na atividade física. :)

      Excluir
  9. Existe um enorme abismo entre SER feliz e ESTAR feliz...
    Encher a cara na festa, comer uma panela de brigadeiro, fazer compras até estourar o orçamento do mês... São situações que podem até deixar uma pessoa feliz... Mas isso não é SER FELIZ!

    EU SOU FELIZ, qdo bebo um pouco com os amigos para descontrair, qdo provo aquele doce divino que desperta as melhores sensações ou quando saio feliz de uma loja com uma roupa linda.... Mas tudo com moderação, pq arrependimento posteriores, DEFINITIVAMENTE, não trazem felicidade!! rs

    ResponderExcluir
  10. "...Que saudade de comer brigadeiro" foi a melhor parte!!! kkkkk... Vamos comer brigadeiro protéico porque a vida agora é na dieta das proteínas. Acabou-se o tempo das vacas gordas...!!!!!!!!

    Em busca da dona felicidade!
    Beijos, lindona!!!

    ResponderExcluir
  11. Gostei do texto. Excelente reflexão...

    ResponderExcluir

Tempere com seu pitaco: