30 de jul de 2012

A pessoa está esportiva, hoje

Quem está acompanhando as Olimpíadas? Eu estou, na medida que consigo. E nem sabia que gostava tanto assim de esporte. Acho que devo isso ao meu marido, que gosta bastante mas graças a Deus não é fanático de largar tudo por causa de jogo, ufa!, e ao meu momento de reeducação.

Vibrei com as primeiras medalhas, fiquei emocionada com a Sarah Menezes, inclusive com sua história. Neste momento que escrevo, o Brasil conseguiu dar um ar de esperança no jogo de volei feminino contra os EUA, mas não sei se vai conseguir. São dois sete delas, contra um nosso. Vamos ver.

Voltando ao nosso foco, esse negócio de emagrecer me levou a pensar mais em esporte. Já gostava de atletismo, ampliei o leque e passei a admirar os de equipe ou com bola, que não me chamavam tanta atenção antes. E está sendo muito bom mudar a visão, pois dá vontade de colocar o tênis e sair malhando. E é o que tenho feito. Besteira minha não ter praticado atividade física com regularidade antes. Ainda não cheguei ao peso ideal para o meu tipo físico, mas estou me sentindo muito bem. Não lembrava mais como era a sensação de correr. Não lembrava como é bom ter fôlego. Coisa ótima ver alguns músculos definidos, mais firmes. Na última vez que estive com minha sobrinha de quatro anos, fui vê-la de surpresa num evento da escolinha. Brinquei com ela e três de suas amiguinhas. Coloquei a criançada para correr, quando o pátio esvaziou para ver quanto tempo eu conseguia manter o pique. Corri, pulei, dancei, paguei de lobo mau perseguindo comida não basta ser tia tem que pagar micão por quase 20 minutos. Uma das professoras chegou para minha irmã e disse que a escolinha precisava contratar uma pessoa com o meu pique para atividade com crianças. Hahaha! Amei! Se eu morasse na mesma cidade, participava mais dos eventos pela minha sobrinha.

De uns tempos para cá, tenho me mexido bastante, curtindo cada movimento do corpo. Como é bom o movimento! Peço a Deus que não, mas vai que acontece de algo falhar...um braço, uma perna, sei lá. Repetindo, peço a Deus que não, e, se acontecer, vou sentir muita saudade de quando mexia. É como quando estamos com dor de cabeça ou gripadas: a gente fica pensando em quando estava bem. E quando estamos bem não tomamos consciência disso e não curtimos a saúde. Nesse aspecto, procurei mudar há algum tempo, tanto é que curto muito cada respirada, cada sol no rosto, cada esticar de braços ou pernas. Vou aproveitar é agora. O tempo é hoje. O amanhã, a gente nunca sabe.

Enfim...hoje malhei, acompanhando algumas provas na TV, depois fui caminhar para finalizar, estou me sentindo ótima. E aí? Já se mexeu hoje? Já respirou fundo só pelo prazer de respirar? Estique os braços um pouquinho, não pense, sinta. Apenas sinta.

Ai, caramba, o Brasil perdeu para os EUA no volei feminino...! :P

4 comentários:

  1. oba... eu me mexi por uma hora e meia...
    beijos e continue firme, vamos mexer
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Ô maravilha, parabéns, amiga ! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Olimpíadas e Copa fazem a gente mudar o espírito mesmo, hehe, ainda q não sejamos obcecadas por esporte. Aproveite, sim, o espírito olímpico p dar um gás p tudo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. É isso aí!!! Em 5 meses de Ra já dei várias deslizadas na alimentação, mas as atividades físicas ejo qeu se tornaram um hábito... Acho que não teve nem 1 semana que fiquei sem me exercitar... Muito boa a sensação, né?? bjs

    ResponderExcluir

Tempere com seu pitaco: